Posts com Tag ‘Robô’

Groundbot é um vigilante adequado para a segurança em locais como aeroportos, estações ferroviárias, usinas de energia, fronteiras e armazéns, atuando em atividades de perímetro de proteção e vigilância de eventos.
O robô pode ser controlado remotamente ou através de um sistema autônomo de GPS. Groundbot pode ser equipado com câmeras de ângulo aberto (para 360 graus de visão), visão noturna (IR) câmeras, microfone e alto-falantes, bem como sensores para a radioatividade, gases, umidade, fogo, calor, fumaça, material biológico, explosivos ou drogas.
Os seus sensores e câmeras são protegidos dentro da esfera hermeticamente fechada, o que significa que os sensores são protegidos ao contato com areia, lama, água, gás ou qualquer substância externa, permitindo ao equipamento ser exposto em ambientes de risco.

O vídeo a seguir apresenta operacional Groundbot em um aeroporto.

Anúncios

Visões de robô

Publicado: 15/10/2013 em Recomendações
Tags:, ,

Visões de Robô-CAPA_PhotoReduktoO prolífico e célebre escritor de ficção científica Isaac Asimov nos apresenta nessa antologia alguns dos seus melhores contos sobre a robótica. São contos escolhidos a dedo pelo próprio Asimov e que continuam a série iniciada com as clássicas e aclamadas coletâneas – Eu Robô e Sonhos de Robôs.

livro 9 da série dos robôs

Sonhos de robô

Publicado: 19/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

SONHOS_DE_ROBO_1332018257BOs mais espetáculares contos do mestre da ficção científica estão reunidos nesta antologia.
Sonhos de robô apresenta 22 histórias, escritas entre a década de quarenta e os anos mais recentes.
Além do conto que o intitula, o livro traz outros clássicos, como “Sally”, “A sensação do poder” e o “Garotinho feio”, incluídos pelo autor entre seus melhores trabalhos.

livro 8 da série dos robôs

Os robôs e o império

Publicado: 15/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

ROBOS_E_O_IMPERIO_1344656652PPassaram-se duzentos anos desde os acontecimentos descritos em Os Robôs do Amanhecer e da morte de Elijah Baley, o grande herói dos romances anteriores de robôs. Mas sua amada Lady Gladia está determinada a salvar a Terra da vingança dos malvados Espaciais e do Dr. Kendel Amadiro. Juntos com seus dois robôs, Daneel e Giskard, Gladia tem que descobrir um meio de neutralizar o Dr. Amadiro e garantir a sobrevivência da Terra, dos seus habitantes e das suas colônias no espaço.

livro 7 da série dos robôs

Os robôs do amanhecer

Publicado: 15/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

OS_ROBOS_DO_AMANHECER_1332117425PNo planeta do amanhecer, robôs e seres humanos coexistem pacificamente até que um robô de formas humanas – uma das mais sofisticadas e avançadas manifestações de inteligência artificial jamais concebidas – é assassinado.

O caso leva o detetive Elijah Baley ao Planeta Aurora: só um homem no planeta teria os meios, o motivo e a oportunidade de cometer o crime. Esse homem contrata Baley para provar que não é ele o criminoso.
Armado unicamente de seu instinto, sua às vezes estranha lógica e as três imutáveis Leis da Robótica, Baley dispõe-se a revelar o mistério…

livro 6 da série dos robôs

Nós, robôs

Publicado: 15/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

NOSN_ROBOS_1345554356PColetânea de 31 contos sobre robôs, escritos entre 1939 a 1977. Antes de Asimov, o que se escrevia no campo da robótica (termo criado por Asimov), envolvia dois tipos de robôs: os que constituíam ameaça e os robôs-vítimas. Asimov mudou esse quadro: seus robôs são produtos industriais, construídos por engenheiros e feitos dentro de normas de segurança, incluídas aí as Três Leis da Robótica, também de autoria de Asimov, e que são aceitas como perfeitamente viáveis e aplicáveis aos futuros robôs antropomórficos, o que, no entanto, não impede incidentes…

 

livro 5 da série dos robôs

Os novos robôs

Publicado: 12/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

213222_123“The Rest of the Robots”, 1964. Os novos robôs estão chegando – mas não tenha medo deles. Foi Asimov que os criou, e Asimov não os criaria para saltarem dos livros e atacarem as pessoas. Os robôs de Asimov são “uma raça mais limpa e melhor do que a nossa”, conforme já reconheceu a Dra. Susan Calvin, no ano de 2057. E além do mais, as Leis da Robótica são taxativas: 1-)Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal; 2-)Um robô deve obedecer às ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens contrariem a Primeira Lei; 3-)Um robô deve proteger sua própria existência, desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e Segunda Leis (Manual da Robótica, 56a. edição, publicada em 2058). Assim são os robôs de Isaac Asimov. Ele os criou a partir de antigas lendas sobre a criação artificial de seres vivos e os vem desenvolvendo ao longo de sua bibliografia baseado no conhecimento científico mais moderno. O autor opera na ficção científica uma transformação essencial: não mostra somente simples relatos imaginários – viagens espaciais, maravilhas tecnológicas futuras -, mas novelas nas quais os medos, esperanças e conflitos dos homens de hoje são melhor apresentados mediante o artifício de colocar a ação em um mundo futuro superdesenvolvido, através de narrativas frequentemente irônicas. ‘Os Novos Robôs’ é um livro que reúne oito histórias de Asimov, cada qual contando com uma breve introdução em que o autor conta por que e como a escreveu, sem deixar de tratar também de contos de outros autores (é curiosíssima, por exemplo, a passagem sobre a criação do famosíssimo ‘Frankenstein’) e de comentar um sem-número de informações de extremo interesse para o leitor moderno. OBS: apesar do que diz o próprio livro, ele não é a tradução do “The Rest of the Robots”, é a do “Eight Stories from The Rest of the Robots” (onde faltam 2 histórias, maiores que todos os outros 8 contos juntos).

 

livro 4 da série dos robôs

Os robôs

Publicado: 12/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

OS_ROBOS_1345480101P“The Naked Sun”, 1956. Na atual situação do universo existem 30 planetas exteriores, cujas populações vivem da melhor forma possível, sem crimes e violência, sem fome, etc … e existe a Terra. Embora todos tenham uma história em comum, pois a colonização dos planetas exteriores foi feita por terráqueos a muitos séculos atrás, estes hoje são vistos como inferiores pelos superumanos dos 30 planetas. Porém, quando um crime ocorre em um dos planetas exteriores, o primeiro em mais de 200 anos, um terráqueo é chamado para resolver o caso de assassinato, um detetive da cidade de Nova Iorque. É a primeira vez que um morador da Terra pisa em Solária, fora o choque cultural o detetive acredita que pode solucionar este crime. A história é intrigante e apresenta a marca do gênio de Asimov.

livro 3 da série dos robôs

Caça aos robôs

Publicado: 12/04/2013 em Recomendações
Tags:, ,

caca+aos+robos+isaac+asimov+sao+paulo+sp+brasil__2DE510_1Esta obra de ficção científica fala de um conflito. Em cavernas de aço que são as cidades terrestres do futuro, profundamente incrustadas sob a superfície do solo, moram seres humanos que jamais viram o sol. O tema é de um romance policial, mas a busca do criminoso é menos importante que a rivalidade dos dois investigadores, Elias Bailey e R. Daniel Olivaw. Rivalidade devida ao fato de que a inicial R significa que Danil Olivaw não é um homem, mas sim um robô. O espírito humano ou o cérebro positrônico, teoricamente perfeito, a capacidade de adaptação ou o método, eis o confronto central desta criação de Asimov.

livro 2 da série dos robôs

Eu, robô

Publicado: 13/07/2011 em Recomendações
Tags:, ,

Eu, robôIsaac Asimov vive circulando pelo espaço, achando histórias em estrelas e planetas distantes e nos visitando de vez em quando. O que poderia ser só uma licença poética para descrever seu ofício de autor de ficção científica é a mais pura verdade desde que um asteróide foi batizado com seu nome. Poucas honras poderiam ser maiores para um autor do gênero, e Asimov ainda tem outras: recebeu da Associação Americana de Escritores de Ficção Científica o título de Grande Mestre e escreveu quase 500 livros. Eu, robô é parte de uma das três grandes séries de Asimov ? Robôs, Fundação e Império. Retoma uma das personagens principais, a grande roboticista Susan Calvin, e a faz contar, em retrospecto, histórias que resumem a evolução da robótica. A narrativa engenhosa conduz o leitor com um didatismo disfarçado: levados pela imaginação e pelo humor de Asimov, nem nos damos conta da lição de história da robótica que acabamos aprendendo. Entre a babá da primeira história e a Máquina, com maiúscula, que controla toda a Terra, na última, há ainda espaço para robôs que enlouquecem, que fazem piadas, que lêem pensamentos e até robôs orgulhosos de serem mais espertos do que os seres humanos.. Eu robô também apresenta as três leis da robótica, outro alicerce da ficção científica. De acordo com elas, a primeira obrigação de um robô é proteger seres humanos, a segunda é obedecer às ordens de humanos e a terceira é se proteger. A aparente simplicidade esconde os numerosos conflitos que podem surgir, e servem de mote para mais de uma história.

 

livro 1 da série dos robôs